O que causa infecção no Sangue? Sintomas e tratamentos

O que causa infecção no Sangue? Sintomas e tratamentos
Avalie esse post

No geral uma infecção no sangue pode ser causada por bactérias, fungos e vírus, que nada mais são micro-organismos que causam doenças infecciosas.

Eles invadem os organismos que estão com seu sistema imunológico fraco como é o caso de bebês recém nascidos, grávidas e pessoas com aids, e ali encontram um ambiente favorável para se desenvolverem e se reproduzirem.

Nos hospitais estamos mais sujeitos a desenvolver alguns tipos de infecções que na maioria das vezes só afeta certos locais como boca, feridas, pele e cicatrizes.

Ela pode evoluir para uma infecção no sangue grave e perigosa podendo causar uma condição conhecida como sepse que quando não é tratada a tempo e acaba se espalhado ficando um pouco mais complicada de se tratar e algumas vezes pode ser até fatal.

Leia Também  Dor nas Axilas - Causas e Tratamentos

O que é infecção no sangue? Sintomas

Após o sangue ser contaminado pelos agentes infecciosos é questão de pouco tempo até ela chegar a todas as partes do corpo e os sintomas podem ser sentidos em todos os seus órgãos, então seus sintomas vão depender de onde a infecção está, podendo causar infecção no sangueabcessos no cérebro, coração e rins.

Outros sintomas comuns  podem ser sentidos como febre, taquicardia, confusão mental feridas vermelhas na pele e falhas em órgãos como rins, pulmões e sistema nervoso.

Infecção no sangue tem cura?

Antigamente até podia se dizer que não havia cura para infecção no sangue, mas hoje em dia as coisas mudaram.

Leia Também  O que é olho de peixe? Como tirar da mão e do dedo

Com o diagnóstico correto feito pelo médico, tratamentos com antibióticos  via intravenosa serão administrados no paciente, além de muitos líquidos para manter a pessoa hidratada, também serão administrados medicamentos para regular a pressão arterial.

Como Prevenir uma infecção no Sangue?

A principal dica para prevenir essa infecção é manter uma boa assepsia dos materiais hospitalares como tubos cateteres e afins.

Trajes hospitalares também devem ser esterilizados de forma que não sobre resquícios de sangue, fezes ou qualquer fluido corporal.